Abordagem Cognitivo Comportamental

A terapia cognitiva de Beck caracteriza-se por ser uma abordagem psicoterapêutica estruturada, de participação ativa entre terapeuta e cliente, voltada para o presente, que se baseia no Modelo Cognitivo e na utilização de técnicas específicas, predominantemente cognitivas e comportamentais, que visam à modificação dos padrões de pensamentos e crenças disfuncionais que causam ou mantêm sofrimento emocional e/ou distúrbios psicológicos no indivíduo.

Fundamenta-se no pressuposto de que as emoções, comportamentos e reações fisiológicas estão diretamente ligados à forma como o indivíduo avalia suas experiências no mundo (Beck, Rush, Shaw & Emery, 1979). Ou seja, o modo como as pessoas interpretam as situações será determinante da maneira como ela irá se sentir, afetiva e fisiologicamente, e de como ela irá se comportar (Shinohara, Figueiredo & Brasileiro, 1999).  

Alguns princípios são norteadores da terapia cognitivo-comportamental como um todo, ressalvando-se que esta seja adaptável a cada indivíduo particularmente. Dentre eles o de que a terapia deve basear-se em uma formulação contínua do funcionamento do cliente em termos que valorizem a relação entre situações – pensamentos – emoções – comportamentos. Além disso, toda a terapia deve assegurar uma boa relação terapêutica, que inclui, entre outros aspectos, a capacidade empática do terapeuta, uma postura de respeito, interesse e compreensão dos problemas trazidos pelo cliente para que esse possa sentir-se acolhido e atendido em suas necessidades.

 Referências:

Beck, J. S. (1997). Terapia cognitiva: Teoria e prática. Porto Alegre: Artes Médicas.

Beck, A. T.; Ward, C. H.; Mendelson, M.; Mock, J. E. & Erbaugh, J. K. (1961). An inventory for measuring depression. Archives of General Psychiatry, 4, 561-571.

Beck, A. T. & Steer, R. A. (1990). Manual for the Beck Anxiety Inventory. New York: Psychological Corporation.

Beck, A. T.; Rush, A. J.; Shaw, B. F. & Emery, G. (1997). Terapia cognitiva da depressão. Porto Alegre: Artes Médica

Beck, A. T. & Alford, B. A. (2000). O poder intergrador da terapia cognitiva. Porto Alegre: Artes Médicas.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES ENTRE EM CONTATO.

Contatos:

(31) 9232-5195-  Whatsapp  ou (31) 8867-0081

E-mail: simonefcarvalho@gmail.com

Atendimento apenas com horário marcado.

Agendamento preferencialmente pelo Whatsapp ou e-mail

Aceitamos Cartão de Credito:

1-Bandeiras Cartão de Credito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s